vegas live slots

Dieta para diabetes: o que comer e o que evitar

Atualizado em junho 2023

A dieta para diabetes deve conter alimentos ricos em fibras, como frutas com casca, verduras frescas e cereais integrais, que devem ser ingeridos com moderação, pois apesar de saudáveis, contêm carboidratos que podem favorecer o aumento da glicose no sangue.

Além disso, na dieta para diabéticos também deve ser evitado o consumo de alimentos ricos em açúcar, mel, pães, biscoitos e massas, frituras, refeições do tipo fast food e alimentos ricos em gorduras saturadas.

É importante também fazer de 5 a 6 refeições por dia, com intervalo de cerca de 4 horas entre elas, para evitar a hipoglicemia, que é quando os níveis de açúcar no sangue ficam muito baixos, causando tonturas, desmaios ou convulsões. Além disso, é fundamental também praticar exercícios físicos de forma regular, pois isso também ajuda a regular a glicose no sangue.

Imagem ilustrativa número 2

Alimentos que devem ser priorizados

Os alimentos que devem ser priorizados na dieta para diabetes são os ricos em fibras, proteínas magras e gorduras saudáveis, como:

  • Cereais integrais, como pão integral, arroz integral, macarrão integral, milho, aveia e quinoa;
  • Leguminosas, como feijão, soja, grão-de-bico, lentilha e ervilha;
  • Legumes, como alface, tomate, rúcula, agrião, acelga, abóbora, vagem e cebola;
  • Proteínas com pouca gordura, como peixe branco, frango, tofu; ovos e carne bovina magra, como músculo e patinho;
  • Frutas, priorizando as frescas, com casca e inteiras, em pequena porção e preferencialmente as de baixo índice glicêmico, como morango, maçã, pera, ameixa, mirtilo, limão e tangerina;
  • Gorduras saudáveis, como óleo de abacate ou de semente de uva e azeite extra virgem;
  • Oleaginosas, como castanha, amendoim, avelã, nozes, castanha-do-pará e amêndoas;
  • Sementes,como chia, linhaça, gergelim ou abóbora;
  • Laticínios com pouca gordura, como leite desnatado, iogurte natural desnatado e queijos brancos como ricota, queijo Minas e cottage.
  • Bebidas vegetais, como leite de soja, de aveia, de arroz, de amêndoa e de avelã.

No caso dos tubérculos como batata, batata-doce, mandioca e inhame,são alimentos saudáveis ​​que contêm carboidratos e podem ser consumidos na dieta, mas em pequenas porções.

Apesar de ser um tubérculo, a batata yacon tem pouco carboidrato e baixo índice glicêmico, ajudando a controlar o açúcar no sangue e podendo, por isso, ser consumida por diabéticos. Conheça mais sobre a yacon e como consumir.

Recomendação de frutas

As frutas devem ser consumidas em pequenas porções por quem tem diabetes, porque contém frutose, um tipo de açúcar que está naturalmente presente nesses alimentos.

A recomendação é de 1 porção de fruta por refeição, que corresponde às seguintes quantidades:

  • 1 unidade média de fruta inteira, como maçã, banana, laranja, tangerina, ameixa, pêssego, kiwi e pera;
  • 2 fatias finas ou uma fatia grossa de frutas grandes, como melancia, melão, mamão e abacaxi;
  • 1 mão cheia de frutas pequenas, que são cerca de 8 uvas ou cerejas, por exemplo;
  • 1 xícara (de chá) de frutas vermelhas, como morango, mirtilo, framboesa, amora e cranberry;
  • 1 colher (de sopa) de frutas secas, como uva passa, ameixa ou damasco;
  • Outras frutas: 3 tâmaras, 1/2 xícara (de chá) de manga picada, 2 figos médios,

Uma boa dica para evitar que as frutas aumentem muito os níveis açúcar no sangue, é adicionar 1 colher (de sopa) de flocos de aveia ou 1 colher (de chá) de sementes, ou consumir com 30 g de nozes. Veja mais sobre frutas recomendadas para diabetes.

Também é importante conhecer o índice glicêmico dos alimentos, que é definido como a taxa na qual um alimento contendo carboidratos aumenta a glicose no sangue. Sendo, por isso, indicado consumir alimentos com baixo ou médio índice glicêmico.

Alimentos que devem ser evitados

Os alimentos que devem ser evitados na dieta para diabetes são aqueles ricos em açúcar ou carboidratos simples. Esses alimentos são:

  • Açúcar e alimentos doces, como bolo, biscoito, chocolate, bala, chiclete, mel, geleias e marmelada;
  • Bebidas açucaradas, como refrigerantes, sucos industrializados, bebidas isotônicas e achocolatados;
  • Cereais refinados, como arroz branco, pão branco, macarrão branco, tapioca e amido de milho;
  • Carnes processadas, como presunto, peito de peru, salsicha, linguiça, bacon, mortadela e salame;
  • Laticínios ricos em gordura, como leite condensado, iogurte integral com açúcar, sorvete e queijos amarelos;
  • Bebidas alcoólicas, como cerveja, vinho, vodka e cachaça.

É importante também ler e interpretar a rotulagem nutricional dos produtos antes de consumi-los, porque o açúcar pode aparecer com outros nomes como glicose, glucose, xarope de milho, frutose, maltose, maltodextrina ou açúcar invertido, por exemplo. Veja outros alimentos ricos em açúcar.

Exemplo de cardápio para diabéticos

A tabela a seguir traz um exemplo de um cardápio de 3 dias para uma pessoa com diabetes:

Refeição

Dia 1

Dia 2

Dia 3

Café da manhã (08:00)

1 xícara de café s/ açúcar + 1 fatia de pão integral com 1 ovo mexido + 1 fatia de melão

1 copo de café com leite desnatado s/ açúcar + 2 bolachas de milho com 2 fatias de queijo branco + 1 pera

1 xícara de chá verde s/ açúcar + 2 panquecas feitas com banana, aveia e canela) e1 colher de chá de manteiga de amendoim + 1 xícara de morangos.

Lanche da manhã (10:30)

1 maçã + 10 castanhas de caju

1 copo de suco verde + 2 castanhas-do-pará

1 banana picada + 1 colher de sopa de flocos de aveia

Almoço (12:30)

120 gramas de frango assado + 3 col de sopa de arroz integral + 2 col de sopa de feijão + 1 xícara de berinjela, cebola, cenoura e couve-flor salteados no azeite

120 gramas de peixe assado com azeite, brócolis, tomate e cebola + 2 batatas médias assadas com casca + 1 maçã.

1 xícara de chá de macarrão de abobrinha com carne moída e molho de tomate caseiro + salada com alface, tomate e cebola, temperada com ervas naturais e 1 colher de chá de azeite  + 2 fatias finas de melancia

Lanche da Tarde (15:00)

1 iogurte natural desnatado s/ açúcar + 1fatia de pão integral com 2 fatias de queijo branco

1 maçã média assada polvilhada com canela e 1 colher de chá de sementes de chia.

1 copo de vitamina feita com abacate e leite desnatado, adoçado com adoçante
Jantar (18:00)

120 gramas de salmão grelhado + 3 col de sopa de arroz integral + 1 xícara de brócolis e cenoura cozidos, temperados com 1 col de sopa de azeite e 1 col de chá de vinagre.

Salada de alface, tomate, cebola e rúcula com 90 g de peito de frango grelhado cortado em tiras + 30 g de queijo branco cortado em cubos, temperados com 1 col de chá de azeite e 1 col de chá de vinagre + 2 torradas integrais2 cols de sopa de arroz integral + 3 cols de sopa de feijão + 1 peito de frango grelhado + salada de acelga, alface e cenoura ralada, temperada com 1 col de sobremesa de azeite + 1 tangerina
Ceia (21:00)1 ovo cozido1 pote de iogurte desnatado sem açúcar1 copo de leite desnatado ou bebida vegetal

Este cardápio é apenas um exemplo de dieta, onde os tipos e quantidades de alimentos variam conforme a idade, o sexo, a atividade física e o estado de saúde da pessoa. Assim, é aconselhado consultar um nutricionista para fazer uma avaliação nutricional completa e elaborar um plano alimentar adequado às necessidades individuais.

Se deseja uma dieta individualizada, marque sua consulta com o nutricionista mais próximo da sua região:

Cuidar da sua saúde nunca foi tão fácil!

Marque uma consulta com nossos Nutricionistas e receba o cuidado personalizado que você merece.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

Foto de uma doutora e um doutor de braços cruzados esperando você para atender

Dieta para diabetes tipo 1

A dieta para diabetes tipo 1 é um pouco diferente, pois nesse caso é necessário tomar regularmente a insulina injetável para regular a glicemia. Assim, é necessário um controle mais rigoroso tanto com o endocrinologista quanto com o nutricionista.

Dessa forma, o controle da doença é alcançado através da administração de insulina e de uma dieta balanceada, que leve em consideração a idade da pessoa, a prática de atividades físicas e o estado geral de saúde da pessoa.

Os alimentos que devem ser consumidos e evitados são os mesmos do diabetes tipo 2. A única diferença, é que as quantidades de carboidratos consumidos nas refeições devem ser reguladas, ajustando-se a dose de insulina conforme os níveis de glicemia no sangue.

Contagem de carboidratos

A contagem de carboidratos é uma ferramenta que ajuda a planejar as refeições, flexibilizando as escolhas alimentares. Esse método ajuda a equilibrar os níveis de açúcar no sangue de pessoas com diabetes 1, evitando, assim, possíveis complicações como hipoglicemia, lesão nos rins e problemas no coração. Conheça mais sobre a contagem de carboidratos.

Este método deve ser feito sempre com a orientação do médico e do nutricionista, para que a pessoa saiba usara quantidade exata de insulina necessária para regular o açúcar no sangue.

Assista no vídeo a seguir mais detalhes da alimentação para diabetes:

youtube image - Alimentação para DIABÉTICO
vegas live slots Mapa do site