zone premier bet

Naltrexona: para que serve, como tomar e efeitos colaterais

Atualizado em dezembro 2023

A naltrexona é indicada para parar de beber, pois age inibindo estruturas no cérebro responsáveis pela sensação de prazer ao se consumir bebidas alcoólicas e, desta forma, reduz a vontade de beber. Além disso, é indicada para o tratamento da dependência de substâncias opioides, como a morfina, por exemplo. 

Esse remédio pode ser encontrado em farmácias ou drogarias, na forma de comprimido contendo 50 mg de cloridrato de naltrexona, com os nomes comerciais Revia ou Uninaltrex, e é vendida somente com apresentação de prescrição médica e retenção da receita pela farmácia. 

Além disso, a naltrexona pode ser encontrada na forma de injeção, aplicada pelo médico ou enfermeiro, sendo utilizada somente em hospitais, para o tratamento emergencial da intoxicação por opioides.

Imagem ilustrativa número 1

Para que serve

A naltrexona é indicada para o tratamento de:

  • Alcoolismo;
  • Dependência de substâncias opioides, como a morfina ou heroína;
  • Intoxicação por substâncias opioides.

A naltrexona age se ligando aos receptores opioides do tipo mu no cérebro, e desta forma, bloqueia os efeitos do álcool e dos opioides, diminuindo a vontade de beber ou de consumir opioides, ou prevenindo a intoxicação por opioides.

Esse remédio deve ser usado somente com indicação médica, não tendo indicação para outras condições, como falta de ar, cansaço ou depressão, por exemplo.

Em alguns casos, o médico pode indicar o uso da naltrexona associada à opioides, como morfinaouoxicodona, para o tratamento da dor crônica, como nos casos de tratamento do câncer, por exemplo, de forma a evitar efeitos colaterais como prisão de ventre ou a superdosagem dos opioides. 

A naltrexona emagrece?

A naltrexona pode ser usada em baixas doses para ajudar a emagrecer, quando associada à bupropiona, pois essas substâncias juntas ajudam a controlar o apetite, além do desejo intenso por comida, o que leva a uma diminuição do consumo de alimentos e a perda de peso. 

No entanto, a naltrexona sozinha não é indicada para o emagrecimento. Saiba como usar a bupropiona e naltrexona para perda de peso.

Como usar

A forma de uso da naltrexona depende da apresentação e inclui:

1. Naltrexona comprimido 50 mg

A naltrexona na forma de comprimidos deve ser tomada por via oral, com um copo de água, antes ou após a refeição. 

As doses normalmente recomendadas da naltrexona comprimido para adultos são:

  • Tratamento do alcoolismo: a dose normalmente recomendada é de 1 comprimido de 50 mg por dia, tomado sempre no mesmo horário, por até 12 semanas de tratamento, ou conforme orientação médica;
  • Tratamento da dependência de opioides: este medicamento só deve ser iniciado após a desintoxicação do organismo e da abstinência de opioides por no mínimo 7 a 10 dias. A dose inicial normalmente recomendada é de 25 mg, por dia, que pode ser aumentada pelo médico para 50 mg por dia, caso a pessoa não apresente sintomas de abstinência aos opioides.

As doses da naltrexona podem ser modificadas pelo médico de acordo com a resposta ao tratamento podendo ser indicado um esquema de doses alternativas para o tratamento da dependência de opioides. 

Desta forma, para o tratamento da dependência de opioides o médico pode recomendar 50 mg de naltrexona por dia durante todos os dias da semana, mais uma dose adicional de de 100 mg no sábado. Outra opção que pode ser indicada é 100 mg de naltrexona em dias alternados ou 150 mg a cada 3 dias.

É importante seguir as recomendações médicas e tomar a naltrexona nos horários estabelecidos pelo médico. Além disso, não se deve parar o tratamento por conta própria.

2. Naltrexona injeção

A naltrexona injetável é utilizada em ambiente hospitalar e deve ser aplicada diretamente na veia, no músculo ou sobre a pele por um médico, enfermeiro ou profissional de saúde treinado, e a dose deve ser determinada pelo médico de acordo com a gravidade dos  sintomas de intoxicação por opioides.

Possíveis efeitos colaterais 

Os efeitos colaterais mais comuns que podem ocorrer durante o tratamento com a naltrexona são náusea, dor de cabeça, tontura, nervosismo, cansaço, insônia, vômitos, ansiedade, sonolência, dor ou cãibra abdominal, dores nas articulações ou músculos, náusea ou vômito.

Além disso, a naltrexona pode causar depressão, tendência ao suicídio, tentativa de suicídio, diarreia, prisão de ventre, sede aumentada, congestão nasal, aumento de pressão sanguínea, palpitações ou taquicardia. 

Durante o tratamento com a naltrexona deve-se evitar consumir bebidas alcoólicas, pois tanto a naltrexona como o álcool pode causar danos no fígado, com sintomas como febre, calafrios, perda do apetite, dor abdominal, pele e olhos amarelados, fezes claras ou urina escura. Nesses casos, deve-se ir ao hospital imediatamente.

Quem não deve usar

A naltrexona não deve ser usada por crianças ou adolescentes com menos de 18 anos, mulheres grávidas ou em amamentação, por pessoas que tenham insuficiência hepática ou hepatite aguda, ou que tenham alergia ao cloridrato de naltrexona ou a qualquer um dos componentes da fórmula.

Esse remédio também não deve ser usado por pessoas que tenham utilizado opioides nos 7 a 10 dias antes de iniciar o tratamento com a naltrexona.

Além disso, a naltrexona não deve ser usado por pessoas que estejam em tratamento para dor, tosse ou diarreia com analgésicos opioides, como morfina ou codeína, por exemplo, pois pode reduzir a eficácia do tratamento.

Interações medicamentosas

A naltrexona pode interagir com outros medicamentos, especialmente os que podem afetar o funcionamento do fígado, por isso, deve-se evitar sempre que possível, o uso de remédios como paracetamol, corticoides, antifúngicos, ciclosporina em doses altas, plantas medicinais e suplementos nutricionais, como confrei, kava kava ou black cohosh, por exemplo.

Por isso, é importante informar ao médico e ao farmacêutico todos os medicamentos, plantas ou suplementos que são utilizados para evitar interações medicamentosas que podem interferir em outros tratamentos ou aumentar o risco de efeitos colaterais.

Além disso, também deve-se evitar o uso de qualquer outro remédio por conta própria.

zone premier bet Mapa do site