kanye west bet awards 2022

9 remédios para dor no estômago (e como tomar)

Atualizado em janeiro 2024

Os remédios para dor no estômago, como o bicarbonato de sódio, o omeprazol ou a cimetidina, ajudam a reduzir a dor e a sensação de queimação, pois agem inibindo a produção de ácido, ou neutralizando a acidez no estômago, além de aumentar a velocidade de esvaziamento do estômago.

A dor de estômago, geralmente, é causada pelo excesso de acidez do conteúdo gástrico, excesso de gases, gastrite, úlceras no estômago, refluxo gastroesofágico ou pela ingestão de alimentos contaminados, que além da dor, podem também causar vômitos e diarreia. Veja as principais causas de dor no estômago.

O tratamento da dor no estômago com remédios deve ser orientado pelo gastroenterologista, de acordo com sua causa. Além disso, esses remédios podem causar efeitos colaterais como aumento da pressão arterial, problemas nos rins, dor de cabeça, ou até arritmia cardíaca.

Imagem ilustrativa número 1

Remédios de farmácia para dor no estômago

Os principais remédios para dor no estômago que podem ser indicados pelo médico são:

1. Bicarbonato de sódio

O bicarbonato de sódio é um antiácido que neutraliza rapidamente o ácido do estômago, aliviando temporariamente a dor de estômago, azia ou sensação de queimação no estômago causados por má digestão, gastrite ou refluxo gastroesofágico, por exemplo.

Como tomar: esse antiácido deve ser utilizado diluindo meia colher de chá em um copo de água e não deve ultrapassar 3 colheres de chá por dia, podendo ser utilizado no máximo por 2 semanas, pois o uso excessivo pode causar acidez rebote, que é quando o estômago aumenta a produção de ácido por perceber que a acidez diminuiu e, assim, a dor e o desconforto do estômago podem piorar. Entenda o que é efeito rebote.

O bicarbonato de sódio não deve ser usado por por crianças com menos de 2 anos, mulheres grávidas, ou por pessoas com alcalose, vômitos ou obstrução intestinal.

Receba um tratamento mais completo!

Obtenha orientação especializada sobre o que tomar para se recuperar mais rápido.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

2. Hidróxido de alumínio

O hidróxido de alumínio é outro antiácido de ação rápida que ajuda a aliviar a dor de estômago e os sintomas relacionados a má digestão, gastrite ou úlcera de estômago, como sensação de estômago cheio, azia, queimação ou excesso de gases ou arrotos.

Esse antiácido pode ser encontrado na forma de comprimidos ou suspensão oral, com o nome comercial Pepsamar ou na sua forma genérica. Além disso, o hidróxido de magnésio também pode ser encontrado associado a outros antiácidos como hidróxido de magnésio e carbonato de cálcio, com os nomes Estomazil ou Mylanta Plus, por exemplo.

O hidróxido de alumínio sozinho ou em associação com outras substâncias deve ser tomado por um curto período de tempo, por no máximo 2 semanas, e pode causar efeitos colaterais como diarreia, prisão de ventre, náuseas, vômitos, aumento da pressão arterial ou problemas nos rins.

Como tomar: a dose normalmente recomendada para adultos é de 10 mL da suspensão de hidróxido de alumínio, ou conforme orientado pelo médico. Veja como tomar o hidróxido de alumínio corretamente.

O hidróxido de alumínio, não deve ser usado por crianças com menos de 12 anos, mulheres grávidas ou em amamentação ou por pessoas com insuficiência renal grave, obstrução intestinal, apendicite, sangramento no estômago ou intestino, hemorroidas ou hipocloridria, por exemplo.

3. Leite de magnésia

O leite de magnésia é um antiácido que contém hidróxido de magnésio na sua composição, que ajuda a diminuir a acidez do estômago, e aliviar a dor de estômago, a azia e a sensação de queimação, causada por má digestão.

Esse remédio pode ser encontrado na forma de suspensão oral, com os nomes comerciais Leite de Magnésia Phillips, Leite de Magnésia Eno ou Leite de Magnésia Magmax, por exemplo.

Como tomar: a dose normalmente recomendada para adultos ou crianças com mais de 12 anos é de 1 colher de chá (5 mL) a 1 colher de sopa (15 mL), até 3 vezes ao dia, ou conforme indicação médica. Saiba como usar o leite de magnésia.

O leite de magnésia não deve ser usado por crianças com menos de 2 anos, mulheres grávidas ou em amamentação, ou por pessoas com doenças renais ou que tenham alergia ao hidróxido de magnésio ou qualquer outro componente da fórmula.

4. Simeticona

A simeticona é um remédio indicado para ajudar a aliviar a dor de estômago causada pelo excesso de gases, pois age rompendo as bolhas que retêm os gases facilitando a sua eliminação, aliviando a sensação de estômago inchado, desconforto ou pressão causada pelo excesso de gases no estômago ou também no intestino.

Esse remédio pode ser encontrado na forma de comprimidos, solução em gotas ou cápsulas gelatinosas, administrados por via oral, na sua forma genérica sob a designação "simeticona" ou com os nomes comerciais Luftal, Flatex, Flagass ou Gastroflat, por exemplo.

Como tomar: na forma de comprimidos de 40 mg, a dose normalmente recomendada para adultos é de 1 comprimido de 40 mg, por via oral até 3 vezes por dia, após as refeições, conforme orientação médica. Veja como tomar a simeticona.

A simeticona não deve ser usado no caso de alergia aos componentes da fórmula e nos casos de obstrução ou perfuração intestinal. Além disso, durante a gravidez ou amamentação, a simeticona deve ser usada somente se tiver recomendação médica.

5. Omeprazol

O omeprazol é remédio que inibe a produção de ácido no estômago, o que ajuda a reduzir a dor de estômago, sensação de queimação ou arrotos excessivos causados por gastrite, úlcera gástrica, refluxo gastroesofágico ou esofagite de refluxo, por exemplo.

Esse remédio pode ser encontrado na forma de cápsulas com os nomes Neprazol, Novoprazol ou Gastrium, por exemplo, ou como genérico sob a designação "omeprazol", e deve ser usado com indicação médica, pois as doses e o tempo de tratamento variam de acordo com o problema no estômago a ser tratado.

Como tomar: o omeprazol deve ser tomado pela manhã, antes de uma refeição, sendo que para o tratamento de úlceras no estômago, a dose normalmente recomendada para adultos é de 20 mg, 1 vez ao dia, ou conforme orientação médica. Saiba como tomar o omeprazol corretamente.

O omeprazol não deve ser usado por crianças com menos de 1 ano, mulheres grávidas ou em amamentação, ou por pessoas com problemas graves no fígado ou que tenham alergia ao aos componentes presentes nas cápsulas.

Além do omeprazol, outros inibidores da produção de ácido que o médico pode indicar são o lanzoprazol, esomeprazol, ou pantoprazol, por exemplo.

6. Cimetidina

A cimetidina é um remédio que ajuda a reduzir a dor de estômago causada por úlceras no estômago ou duodeno, esofagite péptica, o Síndrome de Zollinger-Ellison ou azia.

Esse remédio age inibindo a produção de ácido pelo estômago, por se ligar em regiões nas células da parede do estômago, impedindo a ação da histamina, que quando ativada aumenta a produção de ácidos.

A cimetidina pode ser encontrado na forma de comprimidos e as doses variam de acordo com a condição a ser tratada, e devem ser indicadas pelo médico.

Como tomar: no caso de úlceras de estômago, as doses normalmente recomendadas para adultos são de 800 mg, em dose única, à noite, antes de deitar, ou 1 comprimido de 400 mg, duas vezes ao dia, no café da manhã e ao deitar, conforme orientação médica. Veja como tomar a cimetidina.

A cimetidina não deve ser usada por crianças com menos de 1 ano, mulheres grávidas ou em amamentação, ou por pessoas que têm crises de asma, doença cardíaca, úlcera gástrica maligna ou que estejam em tratamento com o remédio dofetilida.

Além da cimetidina, outros remédios que inibem a produção da histamina que podem ser indicados pelo médico são a nizatidina ou a famotidina, por exemplo.

7. Domperidona

A domperidona é um remédio que acelera o esvaziamento gástrico, por estimular os movimentos do estômago e intestino, sendo indicado para dor de estômago causada por condições relacionadas ao retardo do esvaziamento gástrico como má digestão ou refluxo gastroesofágico.

Esse remédio pode ser encontrado na forma de comprimidos ou suspensão oral, com os nomes Motilium, Peridal, Domperix ou Domped, por exemplo, ou como genérico "domperidona".

A domperidona deve ser usada somente com indicação médica, por períodos inferiores a uma semana, pois pode causar efeitos colaterais como dor de cabeça, sonolência, inquietação, depressão, ansiedade, diarreia, aumento ou sensibilidade das mamas, produção de leite, ausência de menstruação, ou fraqueza muscular.

Como tomar: as doses normalmente recomendadas para adultos e adolescentes com mais de 12 anos e com peso superior a 35 Kg, é de 1 comprimido de 10 mg de domperidona, 3 vezes ao dia, conforme indicação médica. Saiba como usar a domperidona.

A domperidona não deve ser usada por bebês ou crianças com menos de 12 anos, ou por pessoas que tenham algum tipo de hemorragia, sangramento, obstrução ou perfuração gastrointestinal. Esse remédio também deve ser evitado na gravidez, e o uso durante a lactação só deve ser feito se recomendado pelo médico.

Outros remédios que ajudam a acelerar o esvaziamento do estômago que podem ser indicados pelo médico são a metoclopramida e a cisaprida, por exemplo.

8. Sucralfato

O sucralfato é um protetor gástrico indicado para dor de estômago e sensação de queimação nos casos de gastrite crônica ou úlcera no estômago ou duodeno, por exemplo, pois age formando um muco que serve como uma barreira protetora do estômago, impedindo que o ácido cause danos na parede estomacal.

Esse remédio deve ser usado somente com indicação médica, pois pode causar efeitos colaterais como escurecimento das fezes, tontura, dor de cabeça, boca seca, náuseas, vômitos, dor de estômago após a alimentação, prisão de ventre, gases em excesso, formação de bolinhas na pele ou distúrbios psicóticos.

O sucralfato pode ser encontrado na forma de flaconetes ou comprimidos mastigáveis, com o nome Sucrafilm, e é contraindicado para grávidas, lactantes, crianças ou pessoas que tenham alergia aos componentes da fórmula.

Como tomar: o sucralfato deve ser tomado de estômago vazio, pelo menos 1 hora antes de uma alimentação, e as doses variam de acordo com a condição a ser tratada e devem ser orientadas pelo médico.

Além do sucralfato, outro protetor gástrico que pode ser indicado pelo médico são os sais de bismuto.

9. Claritromicina

A claritromicina associada à amoxicilina ou ao metronidazol, e um bloqueador da bomba de prótons, como omeprazol ou esomeprazol, por exemplo, é um antibiótico que pode ser indicado pelo médico nos casos de úlceras no estômago ou gastrite, causadas por uma infecção pela bactéria Helicobacter pylori.

Esses antibióticos devem ser usados somente com indicação médica, após realização de exames de diagnóstico, como o teste de urease, para detecção da bactéria no estômago. Saiba como é feito o teste de urease.

Como tomar: a claritromicina, associada à amixicilina e omeprazol, deve ser tomada por via oral, sendo que as doses recomendadas para adultos são de 1 cápsula de omeprazol, 2 cápsulas de amoxicilina e 1 comprimido de claritromicina, pela manhã e à noite, antes das refeições, por 1 semana de tratamento ou conforme indicação médica.

Os antibióticos podem causar efeitos colaterais como diarreia, vômitos, má digestão, náusea, dor abdominal, reações na pele, dor de cabeça, alterações do paladar e insônia, e são vendidos somente com apresentação de receita médica.

Remédios caseiros para dor no estômago

Os remédios caseiros para dor de estômago, como o chá de espinheira-santa, aroeira, alface, dente-de-leão ou de artemísia, por exemplo, podem ajudar a reduzir a acidez ou a inflamação no estômago, e podem ser usados para complementar o tratamento indicado pelo médico.

Esses remédios caseiros são uma boa opção para ajudar a controlar a dor ou a sensação de queimação no estômago, podendo ser tomados de 3 a 4 vezes por dia, de preferência em jejum, e entre as refeições. Veja como preparar os chás para dor de estômago.

Além disso, deve-se reduzir o estresse, fazer uma alimentação pobre em doces, gorduras e frituras, evitar a ingestão de refrigerantes e bebidas alcoólicas e evitar o uso de cigarro.

Assista o vídeo sa seguir com a nutricionista Tatiana Zanin com dicas de alimentação para aliviar a dor no estômago:

youtube image - O que comer para aliviar os sintomas de Gastrite
kanye west bet awards 2022 Mapa do site