jogos 8 bits

Sertralina: para que serve, como usar e efeitos colaterais

Atualizado em dezembro 2023

Sertralina é um antidepressivo indicado para o tratamento da depressão, transtorno obsessivo compulsivo, síndrome do pânico ou fobia social, pois aumenta a disponibilização de serotonina no cérebro, um neurotransmissor responsável pela regulação do humor e bem estar.

Além disso, esse medicamento também pode ser indicado para aliviar os sintomas da síndrome da tensão pré-menstrual (TPM) ou do transtorno disfórico pré-menstrual, como irritabilidade, inchaço e alterações de humor.

A sertralina pode ser encontrada em farmácias ou drogarias na forma de comprimidos de 25 mg, 50 mg ou 100 mg, como genérico "cloridrato de sertralina" ou com os nomes comerciais Zoloft, Tolrest, Assert, Dieloft ou Serenata, por exemplo, sendo vendida mediante apresentação de prescrição médica e retenção de uma via da receita pela farmácia.

Imagem ilustrativa número 1

Para que serve

A sertralina é indicada para:

  • Depressão;
  • Transtorno obsessivo compulsivo (TOC);
  • Síndrome do pânico, com ou sem agorafobia;
  • Fobia social;
  • Transtorno do estresse pós-traumático.

Além disso, a sertralina também pode ser indicada para aliviar sintomas da síndrome da tensão pré-menstrual e/ou do transtorno disfórico pré-menstrual. Entenda o que é o transtorno disfórico menstrual.

A sertralina deve ser utilizada somente com indicação e acompanhamento regular com o psiquiatra, de forma a avaliar a resposta ao tratamento e o surgimento de efeitos colaterais.

Se deseja o acompanhamento de um psiquiatra, marque uma consulta na região mais próxima:

Cuidar da sua saúde nunca foi tão fácil!

Marque uma consulta com nossos Psiquiatras e receba o cuidado personalizado que você merece.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

Foto de uma doutora e um doutor de braços cruzados esperando você para atender

O que a sertralina faz com o corpo?

A sertralina age no corpo inibindo seletivamente a recaptação da serotonina, aumentando seus níveis no cérebro.

Isto porque a serotonina é um neurotransmissor conhecido como “hormônio da felicidade”, que ajuda a equilibrar o humor, o sono, a ansiedade e a depressão. Conheça mais sobre a serotonina.

Como usar

A sertralina deve ser tomada por via oral, com um copo de água, antes ou após uma refeição, em dose única diária, sempre no mesmo horário.

A posologia da sertralina para adultos varia de acordo com a condição a ser tratada, que inclui:

  • Depressão e transtorno obsessivo compulsivo (TOC): a dose normalmente recomendada é de 1 comprimido de 50 mg de sertralina por dia;
  • Síndrome do pânico, transtorno do estresse pós-traumático (TEPT) e fobia social: a dose inicial é de 1 comprimido de 25 mg por dia (ou ½ comprimido de 50 mg), podendo ser aumentada pelo médico para 50 mg por dia após 1 semana de tratamento;
  • Tensão pré-menstrual (TPM) e/ou transtorno disfórico pré-menstrual (TDPM): a dose normalmente recomendada é de 1 comprimido de 50 mg de sertralina por dia, que pode ser usado de forma contínua ou iniciando 14 dias antes da menstruação, devendo interromper o uso no primeiro dia da menstruação e repetir essa forma de uso a cada mês.

Em adultos, a dose da sertralina pode ser gradualmente aumentada pelo psiquiatra para até no máximo 200 mg/dia, de acordo com a orientação médica e condição a ser tratada.

No caso de crianças com mais de 6 anos, a sertralina pode ser indicada pelo pediatra ou psiquiatra para o tratamento da depressão ou transtorno obsessivo compulsivo (TOC), sendo normalmente recomendadas doses iniciais de 25 mg por dia para crianças entre 6 e 12 anos, podendo ser aumentada pelo médico para 50 mg por dia, de acordo com a resposta ao tratamento.

Já para crianças entre 13 e 17 anos, a dose recomendada de sertralina é de 50 mg por dia.

O que fazer se esquecer de tomar

Em casos de esquecimento, deve-se tomar esse remédio assim que lembrar e, depois, continuar a tomar no horário habitual. Se estiver muito perto da hora da próxima tomada, deve-se pular a dose esquecida e tomar somente a próxima.

Além disso, não é recomendado tomar 2 doses ao mesmo tempo para tentar compensar a dose esquecida. Em caso de dúvida, deve-se consultar o médico responsável pelo tratamento.

Possíveis efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns da sertralina são insônia, sonolência, tontura, dor de cabeça, náusea, vômito, diarreia, má digestão, alterações no apetite, pesadelos, tremor, zumbido no ouvido, dor nas articulações ou palpitações.

Além disso, a sertralina pode causar alteração da função sexual, como dificuldade de ereção, perda ou atraso na ejaculação, em homens, e diminuição do desejo sexual e dificuldade ou atraso no orgasmo, nas mulheres.

A sertralina também pode causar efeitos colaterais graves como sintomas como convulsões, hematomas e sangramentos incomuns, alucinações, febre, calafrios, alteração nos batimentos do coração, perda da coordenação motora, urticária e dificuldade para respirar. Nestes casos, é fundamental procurar um atendimento médico de urgência.

Sertralina emagrece ou engorda?

A sertralina tem como efeito colateral a perda da fome ou o aumento do apetite, por isso,or isso, pode causar a alteração do peso corporal em algumas pessoas, podendo emagrecer ou engordar durante o tratamento. Entenda como a sertralina pode causar alteração no peso corporal.

No entanto, a sertralina não é indicada para o emagrecimento. Neste caso, deve-se consultar um nutrólogo ou nutricionista, para indicar um plano alimentar para perder peso de forma saudável.

No caso de se notar ganho de peso durante o uso da sertralina, é importante entrar em contato com o médico responsável pelo tratamento, para que possa ser avaliada a necessidade de alteração na dose da sertralina ou mudança de tratamento.

Quem não deve usar

A sertralina não deve ser usada por crianças com menos de 6 anos de idade ou por pessoas com alergia à sertralina ou a outros componentes de sua fórmula.

Além disso, esse remédio não deve ser usado por pessoas que estejam tomando remédios inibidores da enzima monoaminoxidase (IMAO), como moclobemida ou selegilina, por exemplo. Nesses casos, o uso da sertralina deve ser feito somente após 14 dias da interrupção do tratamento com IMAO.

A sertralina também não deve ser usado por pessoas em tratamento com pimozida, ou que tenham glaucoma de ângulo fechado. Pessoas com diabetes devem manter a glicemia sob controle durante o tratamento com este medicamento.

O consumo de bebidas alcoólicas e suco de toranja, ou grapefruit, não é indicado durante o uso da sertralina, porque podem alterar o efeito do medicamento.

Sertralina na gravidez e amamentação

Durante a gravidez, a sertralina deve ser usada somente com indicação médica após avaliação dos benefícios do tratamento para a mulher e possíveis riscos para o bebê.

Isto porque o uso da sertralina nos últimos meses de gravidez pode aumentar o risco de hemorragias após o parto e problemas respiratórios no recém-nascido, como dificuldades para respirar e comer, vômitos e alterações na temperatura corporal.

Além disso, durante a amamentação a sertralina deve ser usada somente se indicado pelo médico pois pode passar para o leite materno, podendo causar irritabilidade, sonolência, cólicas e perda do apetite no bebê.

jogos 8 bits Mapa do site